Fazer o que se gosta também é fazer o que precisa ser feito.

Todos os dias, desde pequenos, precisamos fazer coisas que não gostamos. Lembra quando você estava brincando e sua mãe mandava você tomar banho? Ela estava na verdade ensinando uma dura realidade da vida: muitas vezes vamos ter que fazer coisas que não gostamos ou não queremos fazer e em momentos em que gostaríamos de estarContinuar lendo “Fazer o que se gosta também é fazer o que precisa ser feito.”

Esse tal de zouk

Quem me conhece sabe que sou apaixonada por dança. Fiz 15 anos de ballet clássico, experimentei sapateado, flamenco, ballet contemporâneo e até uma aula de dança do ventre já frequentei. O tempo passou, vieram as obrigações da ‘vida adulta’ e ficou difícil seguir a rotina puxada do ballet clássico. A paixão pela dança, no entanto,Continuar lendo “Esse tal de zouk”